Novidades » PRF: concurso avança e portaria sai a qualquer momento

 

PRF: concurso avança e portaria sai a qualquer momento

06/06/2018 09:30:15
A publicação da portaria do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) oficializando a autorização do aguardado novo concurso público da Polícia Rodoviária Federal (PRF) pode ocorrer a qualquer momento. Diversos indícios reforçam que a seleção deve ser iniciada com urgência. Além do próprio diretor-geral da instituição, Renato Borges Dias, ter confirmado, recentemente, que o órgão pretende dar início ao certame ainda no primeiro semestre, ou seja, ainda este mês, mais um fator reforça a celeridade com que o concurso deve ser conduzido. Acontece que o processo de autorização do certame teve cinco avanços internos no MPDG, no decorrer da última semana, onde, desde o último dia 30 de maio, está em análise na Divisão de Concursos Públicos.

Antes disso, no dia 29, teve três movimentos internos na Coordenação Técnica do MPDG, antes de ser remetido, no mesmo dia, para a Divisão de Concursos.  

Quando questionado por internautas, em uma rede social, o diretor-geral foi enfático. ?O concurso sairá neste semestre. Pode continuar estudando. Boa Sorte", disse. A movimentação do processo agora tende a ser um dos últimos passos para a publicação da portaria que autoriza a seleção.

Vale lembrar que a PRF já conta com uma minuta de edital pronta, que vem sendo elaborada desde o final de 2016, com o objetivo de permitir que o concurso possa ser iniciado imediatamente após a publicação da portaria

De acordo com o ministro extraordinário da Segurança Pública, Raul Jungmann, a seleção contará com uma oferta de 500 vagas, mas esse número pode aumentar, uma vez que o diretor-geral da PRF reforçou, recentemente, que o órgão precisa de 3.000 novos servidores, que podem ser convocados pelo aproveitamento de remanescentes do novo certame. O motivo é que, somente em 2018, aproximadamente 2.000 servidores deverão se aposentar.

O diretor-geral da PRF já havia confirmado, no início do março, por meio de resposta a questionamentos em sua conta em uma rede social, que o edital da nova seleção deve ser publicado ainda neste semestre, ou seja, até julho. Para isto, o órgão aguarda apenas a formalização, por meio de publicação em diário oficial, da autorização do MPDG.

A liberação para o novo concurso da PRF está relacionada ao principal objetivo do novo ministério, criado por Medida Provisória em 27 de fevereiro. No entendimento do governo, a pasta será responsável por coordenar e promover o combate à criminalidade em parceria com os Estados.

Jungmann responderá pelo comando da Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal (que também teve concurso autorizado para 500 vagas), Força Nacional e pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen), antes vinculados ao Ministério da Justiça.

Avanços no Ministério do Planejamento e falta de pessoal

O próprio diretor-geral da PRF, em declaração à imprensa, em dezembro, confirmou que a corporação pode entrar em colapso caso o concurso não seja realizado no decorrer de 2018. Segundo ele, a carência de pessoal, que atualmente é de 2.800 policiais, deve chegar a 4.800 até o final de 2018, e decorrência de aposentadorias, o que reforça a necessidade de nova seleção para recompor o efetivo, o quanto antes. Ele ressalta que estão previstas 2.053 aposentadorias no decorrer do ano.

Além de prejudicar as atividades operacionais, a falta de pessoal deve acarretar o fechamento de 124 postos no país, caso o concurso não seja realizado, prejudicando aproximadamente 400 municípios, com a suspensão de policiamento em 18 mil quilômetros de rodovias.

De acordo com a Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais ( FenaPRF) o órgão tem pretensão de formar quatro novas turmas ainda em 2018. A PRF argumentou em seu pedido que nos últimos quatro anos uma grande quantidade de servidores se aposentou o que deixou uma lacuna de quase 3.000 postos e que isso tem prejudicado a segurança nas rodovias.

No mesmo memorando encaminhado ao Planejamento, foi sugerido que seja autorizado um concurso público sempre que o número de postos vagos exceder a 5% dos respectivos cargos ou com menor número, de acordo com a necessidade e critério do Ministério da Justiça.

Sobre o cargo de policial da PRF

Para concorrer ao cargo de policia rodoviário é necessário possuir curso de nível superior em qualquer área de formação, além de carteira de habilitação a partir da categoria ?B?. A jornada de trabalho dos servidores é de 40 horas semanais.

Vale lembrar que, em decorrência da lei 13.371, sancionada pelo presidente Michel Temer em 2016, a partir de janeiro, a remuneração inicial da categoria passou a ser de R$ 9.931,57, já considerando o auxílio-alimentação de R$ 458.

Além disso, ainda de acordo com a lei, os servidores contarão com mais um reajuste, em janeiro de 2019, quando o salário passará a ser de R$ 10.357,88, também com o benefício.

Atribuições do policial rodoviário

Cabe ao servidor da área desenvolver atividades de natureza policial, envolvendo fiscalização, patrulhamento e policiamento ostensivo, atendimento e socorro às vítimas de acidentes rodoviários e demais atribuições com a área operacional do Departamento de Polícia Rodoviária Federal.

Último concurso da PRF

O último concurso da PRF para o cargo de policial rodoviário ocorreu em 2013 e foi organizado pelo Cespe/UnB. Ao todo foram registrados 109.769 inscritos para a oferta de 1.000 vagas. A seleção contou com prova objetiva, exame discursivo, teste de capacidade física, avaliação de saúde, avaliação psicológica, investigação social e análise de títulos.

A parte objetiva contou com 120 itens, sendo 50 de conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos. Conhecimentos básicos contou com temas sobre língua portuguesa, matemática, noções de direito constitucional, ética no serviço público e noções de informática. Já em conhecimentos específicos, noções de direito administrativo, noções de direito penal, noções de direito processual penal, legislação especial, direitos humanos e cidadania, legislação relativa ao DPRF e física aplicada à perícia de acidentes rodoviários.

Fonte: JCConcursos

Fale Conosco

Mande uma mensagem, clique aqui

Newsletter  

Cadastrar